terça-feira, 21 de abril de 2009

The Secret Life Of Bees


A história passa-se no ano de 1964, na Carolina do Sul (E.U.A.) numa época em que a segregação racial estava bastante presente - e ainda hoje, de certa forma, está. Lily, uma jovem de catorze anos, vive com um pai violento e autoritário, numa quinta. Pior que a violência física, é o tormento psicológico que enfrenta desde os quatro anos, rodeada de sentimentos de culpa pela morte da mãe, de quem sente imensas saudades. Lily vive convicta de que foi ela que, acidentalmente, matou a mãe e sente, por isso, uma enorme tristeza e necessidade de perdão. A sua única amiga é Rosaleen, a criada negra que, por trás de uma postura rígida e severa, esconde a maior das ternuras pela menina. Quando a criada tenta pôr em prática o seu recém-conquistado direito de voto, agride verbalmente um grupo de racistas e é violentamente espancada. Lily, revoltada, decide agir. As duas fogem. Da cidade, da Justiça e do pai, apenas amparadas pelo rasto de uma mulher falecida há dez anos atrás, em direcção a Tiburon. Acabam por encontrar abrigo na casa das Boatwright, três excêntricas irmãs negras, com nomes de estações do ano (May, June, August), que são apicultoras. Aqui, Lily irá crescer, ganhar força, descobrir o mundo e, também, o mistério que rodeia o passado da sua mãe.
O romance é de Sue Monk Kidd e foi, agora, adaptado ao cinema. Ontem estava a ver a Oprah e lembrei-me do quanto adorei este livro quando o li. É uma história que gira em volta do amor, do verdadeiro significado da família, das mulheres e do lado feminino de Deus. Agora, realizado por Gina Prince-Bythewood (que raio de apelido é este?) e produzido por Will Smith (tinha que ser, o amor da minha vida) e Jada Pinkett Smith, "A Vida Secreta das Abelhas" chega ao grande ecran. Ontem vi que estreou nos Estados Unidos em Outubro de 2008. A estreia aqui em Portugal aponta para Maio deste ano (tanto tempo porquê?). O elenco conta com Queen Latifah (August), Alicia Keys (June), Jennifer Hudson (Rosaleen), Dakota Faning (extremamente talentosa esta miuda, no papel de Lily), Sophie Okonedo (May) e Paul Bettany (depois do assustador Silas, no Código Da Vinci, o violento T. Ray, pai de Lily).
Adorei o livro e estou muito curiosa em relação ao filme. Aqui fica o trailer.

6 comentários:

Analog Girl disse...

Olha, já tinha ouvido um zum-zum qualquer sobre o livro ser adaptado a filme, mas não me recordava que estava cheio de superstars. O Paul Bettany num papel de vilão...esse não deve querer outra coisa! :P

Agora encheste-me de curiosidade, para a semana já abre a feira do Livro e vou comprá-lo.

E, já agora, caso não saibas, o mês de Maio começa já para a semana... E temos feriado na sexta!
:)

Marta disse...

É dos livros favoritos da Kalen, estou para lê-lo há séculos.

(e agora a minha parte americana:
- Carolina do Sul ye ye ^^
- apelido Prince-Blythewood -> Blythewood era a cidade onde eu vivia ye ye ^^)

p disse...

Ma-ra-vi-lhoso! Obrigada por esta precisou info, Quina. Gosto tanto da Queen Latifah, da Alicia e da Jennifer Hudson. E a história...sweet sweet. Só pode ser bom.

Caroca disse...

Ando à procura deste livro há algum tempo (desde que o titulo se juntou no meu cérebro a AKeys) mas não o consegui ainda encontrar.

E quero mil também ver o filme, especialmente depois do programa da Oprah ontem.

Anónimo disse...

já vi o filme... é muito bom mesmo!

p disse...

Oh Quina! Sou eu pah! Patrícia... Hello? =)