quinta-feira, 30 de abril de 2009

Não perder: Feira do Livro de Lisboa 2009.

Chegando à 79ª edição, a Feira do Livro de Lisboa ganha um novo fôlego, com pavilhões renovados, praças temáticas, esplanadas e uma clara aposta em programas culturais alternativos. Nesse sentido, além da habitual oferta literária, a feira terá uma programação cultural que inclui sessões de "showcooking" e provas de vinhos, durante as quais os chefs (e autores) nacionais, incluíndo o afamado Chakall, ensinarão os visitantes a preparar alguns pratos retirados das suas obras mais recentes. Na praça Leya, poderá encontrar outras iniciativas, entre as quais teatrinhos e ateliers para as crianças, apresentações de livros, debates, entrevistas ao vivo a autores (por exemplo, a Alice Vieira, no dia 16 de Maio, às 22h) e noites de poesia (Sextas-feiras, 8 e 15 de Maio, às 21h).
O Brasil é o convidado de honra, estando prevista a participação de vários escritores brasileiros, nomeadamente Laurentino Gomes, Fabiano dos Santos e Cristovão Tezza.
A 79ª Feira do Livro, mais uma vez situada no Parque Eduardo VII, começa hoje e prolonga-se até 17 de Maio. Este ano tem ainda horários de funcionamento mais alargados: de Segunda a Quinta-feira, estará aberta das 12h30 às 20h30, à Sexta-feira e véspera de feriados funcionará das 12h30 às 23h, ao Sábados das 11h às 23h e ao Domingo das 11h às 22h.
Aproveitem!

SHOW-COOKING & VINHOS:
Sábado, 2 de Maio: 20h00 - Chakall (Oficina do Livro)
Domingo, 10 de Maio: 19h00 - Bento dos Santos e João Paulo Martins (Livros d’Hoje)
Sábado, 16 de Maio: 19h00: Ernâni Ermida e Teresa Mota (Asa BD)

Mistério resolvido

A segunda Playboy - que sai já hoje - terá como estrela a relações-públicas Cláudia Jacques. As minhas dúvidas foram esclarecidas e parece que a Vanessa Oliveira não quis, para já, chegar-se à frente.
Claro que, algum dia, a Cláudia - que é assumidamente uma grande vaidosona - teria que dar um ar da sua graça tal como veio ao mundo. Ainda por cima por 50 mil euros (ou mais). No entanto, apesar de eu não a achar tão vistosa como a Mónica Sofia, há que reconhecer que a capa, pelo menos, está mais apelativa.

Oh God, como eu preciso deste fim de semana prolongado!

domingo, 26 de abril de 2009

Marley & Me

Quando vou ao cinema, não me comovo facilmente.
Mas, nos filmes, há três coisas que são capazes de me pôr a lágrima no cantinho do olho: velhinhos, pessoas gordinhas e animais. Sobretudo, os animais... Os cães, mais precisamente. Quando era pequena e me perguntavam "queres um mano ou uma mana?", eu responderia sempre "quero um cão". Bom, pelo menos era decidida e sabia bem aquilo que queria!
E, consciente desta minha fraqueza, tomei a decisão de ir ver o "Marley & Me" ao cinema. O resultado já era esperado: Chorei que nem uma perdida. Chorei, chorei, chorei... E chorei. As pessoas saíram da sala e eu fiquei lá ainda a gastar as lágrimas que faltavam.
Se o livro me tinha abalado, o filme então deixou-me o coração bem apertadinho.
(Escusado será dizer que hoje o Vix - o meu beagle - ganhou mais mimos do que é costume)

sexta-feira, 24 de abril de 2009

grande Pablo!











Demais! Adoro este gajo!

No mp3.

«Ladies and Gentlemen of the class of '99: wear sunscreen.
If I could offer you only one tip for the future, sunscreen would be IT.
The long term benefits of sunscreen have been proved by scientists whereas the rest of my advice has no basis more reliable than my own meandering experience. I will dispense this advice now.
Enjoy the power and beauty of your youth. Never mind. You will not understand the power and beauty of your youth until they have faded. But trust me, in 20 years you'll look back at photos of yourself and recall in a way you can't grasp now how much possibility lay before you and how fabulous you really looked.
You are NOT as fat as you imagine.
Don't worry about the future; or worry, but know that worrying is as effective as trying to solve an algebra equation by chewing bubblegum. The real troubles in your life are apt to be things that never crossed your worried mind; the kind that blindside you at 4pm on some idle Tuesday.
Do one thing every day that scares you.
Sing.
Don't be reckless with other people's hearts, don't put up with people who are reckless with yours.
Floss.
Don't waste your time on jealousy; sometimes you're ahead, sometimes you're behind. The race is long, and in the end, it's only with yourself.
Remember compliments you receive, forget the insults; if you succeed in doing this, tell me how.
Keep your old love letters, throw away your old bank statements.
Stretch.
Don't feel guilty if you don't know what you want to do with your life. The most interesting people I know didn't know at 22 what they wanted to do with their lives, some of the most interesting 40 year olds I know still don't.
Get plenty of calcium.
Be kind to your knees, you'll miss them when they're gone.
Maybe you'll marry, maybe you won't, maybe you'll have children, maybe you won't, maybe you'll divorce at 40, maybe you'll dance the funky chicken on your 75th wedding anniversary. Whatever you do, don't congratulate yourself too much or berate yourself, either. Your choices are half chance, so are everybody else's.
Enjoy your body, use it every way you can. Don't be afraid of it, or what other people think of it, it's the greatest instrument you'll ever own.
Dance. Even if you have nowhere to do it but in your own living room.
Read the directions, even if you don't follow them.
Do NOT read beauty magazines, they will only make you feel ugly.
Get to know your parents, you never know when they'll be gone for good. Be nice to your siblings; they are your best link to your past and the people most likely to stick with you in the future.
Understand that friends come and go, but for the precious few you should hold on. Work hard to bridge the gaps in geography in lifestyle because the older you get, the more you need the people you knew when you were young.
Live in New York City once, but leave before it makes you hard; live in Northern California once, but leave before it makes you soft.
Travel.
Accept certain inalienable truths, prices will rise, politicians will philander, you too will get old, and when you do you'll fantasize that when you were young prices were reasonable, politicians were noble and children respected their elders. Respect your elders. Don't expect anyone else to support you. Maybe you have a trust fund, maybe you'll have a wealthy spouse; but you never know when either one might run out.
Don't mess too much with your hair, or by the time you're 40, it will look 85. Be careful whose advice you buy, but, be patient with those who supply it.
Advice is a form of nostalgia, dispensing it is a way of fishing the past from the disposal, wiping it off, painting over the ugly parts and recycling it for more than it's worth. But trust me on the sunscreen.»

Everybody's Free (To Wear Sunscreen), by Baz Luhrmann


Antiga, mas sempre um prazer ouvir.

Ooops, I've lost my hair-extension.

Por muito que a Britney Spears tente voltar a ser a pop princess que já foi, as coisas parecem sempre resultar mal. Qualquer comeback que ela tente, termina num ridículo falhanço, com algum acontecimento inesperado, habilmente captado por alguma máquina fotográfica ou câmara de filmar, que a vai tornar, mais uma vez, o alvo da chacota do público. E não é que eu não ache que a Britney até merece um bocadinho desta desgraça, porque foi a falta de miolos dela que a afundou ao ponto em que está. Mas coitada, ela até parece andar a esforçar-se. E isto deve ter doído!

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Anti-Mexicana.

Uma tarde quente como esta pedia umas horas a torrar ao sol na praia, quem sabe um mergulhinho no mar. Mas não pode ser, tenho/temos que trabalhar. Por isso, marquei uma ida ao café com a Caroca, à hora de almoço. Onde? Guerra Junqueiro. E qual o café? Como não me lembrei de mais nada, sugeri a Mexicana.
Conclusão: Nunca mais.
Realmente, na esplanada está-se bem, com o sol a bater nas costas, a beber um café e a comer um gelado (badocha, eu sei). E não, o meu descontentamento não é por ter tido que aturar a Caroca a gozar comigo porque tenho uma flor no cabelo e não estou de sandálias com este calor. A verdadeira razão é o facto da Mexicana ser uma desgraça. Os empregados são pouco simpáticos, diria até mal-educados, e cada uma de nós pagou €1,10 por cada café! UM EURO E DEZ!
Portanto, continuarei a marcar cafés na esplanada, mas noutra esplanada qualquer da Guerra Junqueiro. Uma onde não sinta que pagar por um café é o mesmo que ser assaltada e onde não me obriguem a pedir, no mínimo, duas bolas de gelado (sim, eles obrigaram-me a ser badocha).

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Está tudo doido.



"Susan Boyle, a cantora que conquistou os corações do mundo através de um vídeo no Youtube em que se apresenta num concurso de talentos da Grã-Bretanha, recebeu uma oferta de um milhão de dólares para protagonizar «um filme para adultos», informa o jornal New York Daily News." (Diario Digital)

WHAT?!

Insane.



Acho que o Pepe pôs umas gramas de coca no batido antes do jogo.

Um dia...

... vou ao Chile!
(mas por agora vou só trabalhar, *chuif*)

terça-feira, 21 de abril de 2009

The Secret Life Of Bees


A história passa-se no ano de 1964, na Carolina do Sul (E.U.A.) numa época em que a segregação racial estava bastante presente - e ainda hoje, de certa forma, está. Lily, uma jovem de catorze anos, vive com um pai violento e autoritário, numa quinta. Pior que a violência física, é o tormento psicológico que enfrenta desde os quatro anos, rodeada de sentimentos de culpa pela morte da mãe, de quem sente imensas saudades. Lily vive convicta de que foi ela que, acidentalmente, matou a mãe e sente, por isso, uma enorme tristeza e necessidade de perdão. A sua única amiga é Rosaleen, a criada negra que, por trás de uma postura rígida e severa, esconde a maior das ternuras pela menina. Quando a criada tenta pôr em prática o seu recém-conquistado direito de voto, agride verbalmente um grupo de racistas e é violentamente espancada. Lily, revoltada, decide agir. As duas fogem. Da cidade, da Justiça e do pai, apenas amparadas pelo rasto de uma mulher falecida há dez anos atrás, em direcção a Tiburon. Acabam por encontrar abrigo na casa das Boatwright, três excêntricas irmãs negras, com nomes de estações do ano (May, June, August), que são apicultoras. Aqui, Lily irá crescer, ganhar força, descobrir o mundo e, também, o mistério que rodeia o passado da sua mãe.
O romance é de Sue Monk Kidd e foi, agora, adaptado ao cinema. Ontem estava a ver a Oprah e lembrei-me do quanto adorei este livro quando o li. É uma história que gira em volta do amor, do verdadeiro significado da família, das mulheres e do lado feminino de Deus. Agora, realizado por Gina Prince-Bythewood (que raio de apelido é este?) e produzido por Will Smith (tinha que ser, o amor da minha vida) e Jada Pinkett Smith, "A Vida Secreta das Abelhas" chega ao grande ecran. Ontem vi que estreou nos Estados Unidos em Outubro de 2008. A estreia aqui em Portugal aponta para Maio deste ano (tanto tempo porquê?). O elenco conta com Queen Latifah (August), Alicia Keys (June), Jennifer Hudson (Rosaleen), Dakota Faning (extremamente talentosa esta miuda, no papel de Lily), Sophie Okonedo (May) e Paul Bettany (depois do assustador Silas, no Código Da Vinci, o violento T. Ray, pai de Lily).
Adorei o livro e estou muito curiosa em relação ao filme. Aqui fica o trailer.

Motivation.

Há dias em que fazemos muitos projectos. Há dias em que encaramos o que há de vir com uma maior tranquilidade do que o habitual. Entusiasmo, até. Entusiasmo por termos algo que realmente queremos fazer, metas que realmente queremos alcançar. Entusiasmo por nos sentirmos preenchidos de motivação. Ter projectos é bom. Idealizar, sonhar, desejar é bom. Deixar a mente vaguear um pouco, tirar os pés do chão... Mesmo que nos afastemos um pouco do realizável, não faz mal. Criar projectos na nossa mente ajuda-nos a orientar o nosso rumo. Há dias assim, como hoje. O sol voltou, está calor e eu sinto-me deliciosamente bem disposta.

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Hot girls.

A Monica Bellucci, a Scarlett Johansson, a Adriana Lima, a Sarah Shahi e, no topo, a Heidi Klum. Para mim, as Gajas!

The villain in me.

Estou a precisar de um relógio novo. E gosto da colecção da Swatch dedicada aos vilões do 007. Vários modelos, muito engraçadinhos. Mas acho que este é mesmo o meu preferido.
Eu quero.

domingo, 19 de abril de 2009

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Fetiches com bacon?

Como não tenho nada para fazer (ironia, amigos, ironia), lembrei-me de vir procurar uma imagem que ilustrasse o post do bacon, só para me entreter.
E encontrei isto.
Não sei o que pensar. Não sei o que dizer.
Acho que estou em choque. Acho que vou vomitar os noodles que comi ao almoço.


Urgh!!

True chemistry.


Queridos Von Zipper Dharma, estes meses de namoro à distância têm sido difíceis.
Anseio pelo dia em que, finalmente, estaremos juntos.

Bacon?

Estou tentada a fazer um quizz do Facebook que é «What kind of bacon are you?».
Sempre me questionei sobre isso.

Bom dia.

(from Post Secret)
É uma Sexta-feira cinzenta e com chuva, mas não deixa de ser o final da semana.
Achei por bem começar o dia a pensar positivo.
Hei de me conseguir levar bem até ao futuro.
Life's good.

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Birthday

Um ano a pôr coca no batido.
(é um vício tramado)

Who's next?

Confesso que, depois de ver a primeira Playboy - e a ter considerado um bocadinho, vá, fraquinha -, estou curiosa para saber quem será a próxima beldade - provavelmente, pouco ou nada conhecida - a figurar na capa da segunda edição.
Já muitas figuras públicas foram aliciadas a posar como vieram ao mundo, mas a maior parte delas mostra-se pouco à vontade para o fazer, mesmo a troco de uns belos milhares de euros.
A Vanessa Oliveira (tive que ir fazer uma pesquisa no Google para saber quem era, desculpem) mostrou-se bastante receptiva à proposta (hmm, trocar de carro, uns móveis novos, meia dúzia de pares de sapatos... talvez uma casa nova com vista para o mar...). A menina, que vim a reconhecer como uma das apresentadoras do programa da SIC intitulado "Fama Show", acabou por voltar atrás com o combinado devido a "razões burocráticas", segundo explicou ao 24Horas. Para a apresentadora, posar despida não seria qualquer problema: "Se todas as condições fossem como eu queria não me importava nada. Não tenho qualquer preconceito com a nudez". No entanto, teria um preço. "Não vou dar valores, mas o meu cachet seria muito acima daquilo que se fala", disse, sobre os 50 mil euros que Mónica Sofia terá recebido no primeiro número.
Será que, por mais de 50 mil euros, não arranjam nenhuma boazona que queira posar? Como é possível? Este país não estava em crise? Ninguém precisa do dinheiro? A mim dava-me jeito.

oh joyful day.

Depois de vários meses a ressacar, já tenho novamente a companhia de um mp3! Fiquei tão feliz que nem liguei o rádio do carro hoje, pus um phone no ouvido e lá fui eu toda contentinha.
Mas um dia destes compro um iPod Nano todo fashion!
É impossível começar um dia de trabalho sem dar uma vista de olhos por todos os meus blogs preferidos. Por isso: Obrigado, pessoal assíduo dos blogs, vocês alegram as minhas manhãs.
(ah, e não me posso esquecer do meu mais recente vício: Facebook e os quizzes idiotas)

terça-feira, 14 de abril de 2009

Há algo de muito deprimente no acto de almoçar em frente ao trabalho que temos pela frente no computador. E algo me diz que vou ter que me habituar a isso.
(Apesar da massa com frango e nozes até ter um gostinho muito agradável.)

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Monsters vs Aliens

ADOREI ! (o Bob, principalmente)

Armada em esperta.

A polícia indiana prendeu hoje uma jovem de 26 anos, de nome Kausar Begum, que, em dez anos concretizou a proeza de se casar com dez milionários, com o único intuito de os roubar. E teve sucesso.. Até hoje. A menina foi detida, juntamente com os seus pais, na sequência da denúncia feita por um dos maridos, que a acusou de ter levado de sua casa todos os seus pertences. A polícia de Bombaim já verificou cinco casos, mas assume que ainda existem outras situações sob investigação.
Esta família frequentava hotéis de cinco estrelas, onde a jovem conhecia homens de negócios e, depois de travar amizade com eles, seduzia-os e convencia-os a casarem-se com ela. Depois de passar um breve período com as vítimas, Kausar punha-se em fuga e levava consigo o dinheiro e os pertences valiosos dos magnatas. Se algum dos maridos ameaçasse denunciá-la, a jovem ameaçava, por sua vez, acusá-los de maus-tratos e de exigir um dote – aparentemente, um delito fortemente punido na Índia. A polícia suspeita que a quantia roubada ascenda a milhares de euros.

Ao menos ela teve a coragem de concretizar aquilo que muitas sonham fazer... Não?