quinta-feira, 25 de junho de 2009

Bye, Michael.

Uma figura estranha e polémica, sem dúvida. Mas um artista sem igual. O mais novo dos Jackson 5 fez-se estrela com músicas e coreografias ainda hoje recordadas por milhares de pessoas. Lembro-me de, em miúda, morrer de medo a ver o videoclip do Thriller. E continuo a gostar e a saber as letras de muitas músicas.
Há sempre uma certa confusão dentro de mim quando morre alguém tão emblemático com o Michael Jackson. Não é tristeza. Talvez uma certa nostalgia, não sei. Até porque a figura do Michael Jackson sempre esteve envolta em muitos escândalos mal explicados, logo não sei muito bem decidir se era boa ou má pessoa. Talvez um maluquinho puro, talvez uma vítima do seu sucesso astronómico.
Longe das polémicas e dúvidas, a verdade é que a notícia da morte de alguém famoso cria sempre uma onda de choque. A verdade é que nunca o conhecemos nem nunca falámos com ele, mas parece que esteve sempre aí ao lado a nossa vida toda.

8 comentários:

N disse...

tu não acabaste de usar a expressão "sem igual".

Analog Girl disse...

Exactamente. Sem tirar nem pôr.

Também tinha um medo que me pelava do Thriller...

patsy disse...

Disseste tudo.

Cate disse...

N. o que é que tem a expressão «sem igual», desculpa lá?

Fran disse...

Eu acho que a Farrah morreu primeiro que o Black&White :)

Cate disse...

Foi o que eu escrevi..

MRV disse...

Jackson 4

M. disse...

Era uma pessoa sozinha e incompreendida de certa maneira.
Diz que era uma espécie de génio e eu até concordo.
Gostei do texto.